Qual é o caminho?

Espanha, Santiago de Compostela – 21 Março 2012

É só mais um pouco. Mais um pouco a subir e já vejo peregrinos. Indefinidamente, aparecem pelas ruas que dão em largos, munidos de cajados nas mãos e uma pele rosada saloia. Normalmente aos pares e de mapa na mão, percorrem caminhos que outros fizeram. Às doze horas a catedral recebe-os. Ali bem perto, debaixo de uma arcada, existe um som que envolve toda a praça. Uma teimosa gaita de foles, pede meia dúzia de tostões para continuar a tocar. Teimosa, porque repete-se em melodias vezes sem conta. Quem ali fica mais que dez minutos como eu, a desenhar, pede por silêncio a todo o custo.

Continuo a subir. Onde era pedra é agora um relvado inclinado, onde existem cães a correr à solta. O teimoso som, felizmente, deixou-se de ouvir. Em substituição, entrou uma guitarra que calmamente solta uns acordes de blues. O sol bate-me de frente na pele. Os peregrinos são agora casais de namorados deitados na relva, ou grupos de amigos em círculos de conversas. Apenas um turista. Eu, que depressa sou mais um peregrino a caminho de outro lugar.

Santiago de Compostela - Bonaval

Santiago de Compostela - Rua Nova

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *